sexta-feira, 18 de novembro de 2011

MEU QUERIDO SOFÁ!

É, eu sei, sumi de novo. São tantas emoções... Tive um congresso, um curso e hóspede no feriadão. Muito bem vinda, diga-se de passagem. Por isso tudo, a ausência. 
Vou contar uma historinha: Certa vez, depois de muito peregrinar por sofás de toda espécie, côr, tamanho e conforto(ou não), resolvi que iria ficar somente com um daqueles que parecem cadeiras enormes, de almofadões coloridos e elevados pra que pudesse limpar embaixo sem problemas e aquele arrasta-pra-lá-arrasta-pra-cá. Compramos um de uma marcenaria de Gramado, sul do país. No início foi aquela festa. Disponho de pouco espaço em meu "kinder ovo" e o novo sofá pareceu-me a solução. Mas aí as almofadas vão ficando gastas, o estampado enjoa, perdem a forma(por mais que eu fique no vira-pra-lá-vira-pra-cá.) Uma indicação de estofador e troquei tudo. Pronto. Lindo, verdinho!!  Passa mais um tempo... Enjoei. Tá, mas mora aí a vantagem dos almofadões: Poder trocar à baixo custo. Uma indicação de loja e troquei de novo. Desta vez fotografei. Então tá. Mas o tempo passa de novo. Enjoei, ficou desbotado, não combinava mais com a reforma do piso, a côr das paredes, enfim. Será que eu sou inquieta? 
Olhei pra minha máquina de costura lá no meu quarto. Fechada. Triste. Com um lindo arranjo de flores em cima. Pensei exatos dois minutos. Resolvi eu mesma fazer as novas capas dos almofadões.
E não é que ficou legal??
Aventurei-me depois de ler o blog da Thalita Carvalho, "Casa de Colorir", este aqui ó:


A mocinha faz tanta arte que ressuscitei em mim a criativa adormecida. Postei duas fotos: A de antes(recentemente) e de como ficou agora. Espero que gostem.
Agora tem um criado mudo me olhando ali na sala(sim, ele não cabe mais em meu quarto). Precisa de uma reforma urgente!!  Sugestões?

Beijos!!


ANTES


DEPOIS


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

"ARRUMANDO AS MALAS" ´PARTE II - O que levar.

Continuando o caminho para a felicidade...
Malas para que te quero!!!

Escolha a mala tendo em mente alguns pontos a considerar tais como: Rodinhas(para você não chegar já cansada), puxador retrátil, forro(para não sujar as roupas), expansor(aquele zíper que quando aberto, aumenta o tamanho e capacidade da mala, divisões internas(facilita bastante a organização) e, principalmente, que seja de material leve. Pense que quanto mais pesada for a mala, menos coisas poderá levar(ou trazer). Opte por uma nècessaire compacta e de material resistente;acomoda melhor os pertences indispensáveis e alguma roupa extra(nunca se sabe).
Personalize suas malas, incluindo as de mão. Fitinhas são ótimas, mas opte por cores diversas. Dê alguns nós bem apertados antes do laço pois dificulta algum desavisado retirar.

 MANTENHA A ORGANIZAÇÃO
"Nada melhor que manter uma mala organizada do início ao fim da viagem. Se você ficar em um mesmo hotel, a dica é desfazer a mala e arrumar as peças no guarda-roupas.  À medida que for usando as roupas, dobre-as e coloque-as em sacos plásticos. “Desse modo na volta é só pegar o saco e colocar no fundo da mala. Não fará muito volume”."
Você poderá, também, optar por aquelas lavanderias de rua ou mesmo a do hotel.  Assim, terá roupas novas a viagem toda.
O QUE LEVAR
Comece optando por cores básicas ou no máximo tres cores "combináveis" entre si. Mantenha a preferência pelas cores neutras nas peças de baixo a fim de poder variar mais com as de cima, que por sinal são as que mais sujam. O casaco maior, que pode ser um sobretudo, segue com você na mão. Desta forma economizará espaço na mala e estará pronta e elegante se a ocasião exigir. Certeza de que estará levando tudo que precisar não se tem. No entanto, uma forma de garantir sucesso é separar pelo menos oito "looks" diferentes com as roupas que você escolher. Separe sobre a cama e vá alternando uma peça daqui e dalí. Se quiser pode fotografar cada montagem para lembrar depois. Não esqueça que os acessórios farão toda a diferença nesta hora. Cachecóis, bijuterias coloridas e grandes, lenços e broches. Estes looks vão garantir à você os primeiros dias da viagem. Depois é só coordenar e ficará sempre com visual diferente usando as mesmas peças.  A palavra-chave nesta hora é REPETIR! Roupas "combináveis" são ótimas e permitem várias alternativas usando acessórios diferentes. Não se percebe a diferença. Neste caso, evite estampas extravagantes. Um exemplo apenas, mas que pode gerar bons resultados é a saia jeans. Fica perfeita com camisetas, blusinhas de algodão, camisa branca(esta não pode faltar,heim!) e todo tipo de calçado. Duas calças jeans são o suficiente. Mais que isso vai pesar na mala e não terá utilidade. Uma calça social(pode ser preta ou marfim). Se o lugar para onde vai  estará muito frio, capriche na bota, meias, gorros e ècharp. Uma bota apenas costuma ser suficiente. E lembre-se de levar os sapatos que costuma usar, calçados novos levam tempo para se adaptar aos pés, o que, obviamente você não terá.
Procure não levar roupas que amassem muito. Se não houver jeito nem um ferro disponível, faça o velho truque do chuveiro: Pendure a roupa no banheiro enquanto toma banho. O vapor fará com que desamasse.
Escolhas a bolsas pela lógica, ou seja, uma para o dia e outra para noite(esta deverá ser menor). Opte por cores básicas aqui também.
Daqui a pouco...ARRUMANDO AS MALAS( literalmente).

Beijos.


"ARRUMANDO AS MALAS" - PARTE I - Considerações iniciais.

Esta postagem será feita em partes porque o assunto é extenso e requer paciência.
Viagem programada, definida, passagens compradas e muita animação, começam os preparativos.
Pode não ser o seu caso, mas aqui vai uma dica preciosa:  
Ao definir a viagem, compre um bom mapa da cidade antes de providenciar a reserva do hotel. Localize-se, veja onde ficam seus pontos de interesse e, só então, escolha o hotel. Pode-se perder boa parte do tempo da viagem se o hotel for mal localizado ou distante do centro.
Em viagens internacionais, reserve pelo menos uns sessenta dólares para volta, mesmo que a taxa de embarque esteja incluída em seu pacote. Nunca se sabe. 
Não coloque em sua mala nada que detestaria perder. Leve na necèssaire, mas não esqueça que esta "malinha" é pequena, não caberia "tudo que você detestaria perder". Use o bom senso, coisas essenciais leve junto à você! Se for viajar com mais pessoas, a dica é dividir os pertences entre as malas. Assim, se alguma mala extraviar você não ficará tão "apertada". A outra será seu plano B. Portanto, tenha sempre dois "planos B".
Use uma mala mais leve e não entulhe de coisas que muito provavelmente não usará. Lembre-se que você certamente trará muitas outras coisas. O valor cobrado pelo excesso de bagagem costuma saltar aos olhos e leva os cílios junto. Portanto, nas próximas postagens vamos combinar o que pode e deve ser levado e o que se deixa em casa.
Avião não é passarela de moda. Então, para viajar nada de exageros, vá confortavelmente e lembre-se de ficar em pé e se movimentar pois trombose não é exclusividade de idoso e se a viagem for muito longa, mexer o corpo será fundamental para evitar problemas. Não deixe para ir ao banheiro na última hora porque é aí que a fila fica imensa.
Não se vista como turista em lugar nenhum. Não dê bandeira! Confunda-se no meio a multidão, é a melhor forma de escapar de possíveis trombadinhas, assaltantes e surrupiadores de malas enquanto estamos olhando pra ontem.
Nunca se aventure em uma cidade desconhecida sem levar o cartão do hotel onde está hospedado. Se por acaso se perder é só pegar um táxi, mostrar o cartão, e estará salvo.
Se as comidinhas locais não atendem ao seu paladar, opte por massas. Quando voltar para cá poderá fazer uma dieta e colocar-se em ordem.
Viaje com xerox de todos os seus documentos na sua nécessaire. Da passagem também. Deixe cópia no Brasil – do passaporte e da passagem .
Leve seus remedinhos todos, com reserva, e outros para possíveis dores-de-barriga, alergias, resfriado, febre, calos e assaduras.
Se for para lugares frios, leve sabonete cremoso, ajuda na hidratação da pele, não deixa ressecar tanto.
Vamos dar uma pausa "para o lanche" e voltamos a falar de viagens longas.

Beijos.

P.S.: Esta postagem é dedicada aos amantes de viagens e aventureiros de plantão. Em especial às meninas que irão para Califórnia em janeiro de 2012.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

ORGANIZANDO LENÇÓIS E TOALHAS

Olá!
Assunto bom e que rende é como organizar os jogos de lençóis e as toalhas da família.
Quando a casa tem um local específico para todo enxoval, fica muito mais fácil e tranquilo organizar. Isto não significa que quem não tem, a ordem não seja a mesma. 
O primeiro passo é definir os jogos e separá-los sobre a cama. Com toalhas a mesma coisa.
Depois é só agrupar por membro da família(do casal, do filho, da filha etc) e dispor em locais pré-estabelecidos. Uma dica muito legal é colocar os lençóis dentro de uma das fronhas. Logo abaixo tem uma foto que ilustra a ideia. Para que não se misture as toalhas, seria interessante direcionar uma cor para cada um da casa. Fica carnavalesco, mas é uma ótima solução. Se  for tudo de uma única cor, melhor marcar com os nomes. ATENÇÃO: Jamais deixe toalha molhada no banheiro. Atrai fungos e mofo. Tomou banho, se enxugou...Estenda-a em local arejado!!

Aqui os jogos foram colocados dentro de uma das fronhas.

Neste, a cliente separou um dos lados do armário para lençóis e toalhas apenas de uma pessoa.

Um espaço só para esta função. Espetáculo de roupeiro!


 Beijos para todas!
Cris.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O MELHOR DA FESTA: O BOLO.

Eu gosto muito de bolo de festa. Costumam servir já no finalzinho, às vezes é preciso segurar a ansiedade pra experimentar e força de vontade pra não comer muito, caso esteja realmente gostoso. Eu acredito que seja ele o único item absolutamente indispensável à festa. Quem costuma comemorar datas importantes, sabe que um bolo atraente e gostoso marca para sempre. Eu  tenho uma amiga muito competente neste área e faz os bolos dos aniversários que eu comemoro aqui em casa. Fazem muito sucesso e resolvi, por conta disso, postar sobre esta maravilha de arte. Também encontrei fotos de bolos que eu guardei pra ela fazer ano que vem,porque agora todo mundo já ficou mais velho aqui. Espero que gostem.








Então? Não são lindos? A parte do "é gostoso sim", eu garanto!

E-mail Eliana Luz (bolos): elyanaluz@ig.com.br
Facebook                      : Eliana Luz

domingo, 2 de outubro de 2011

SEU SAPATO LHE APERTA O PÉ?

Olá!
Resolvi trazer um e-mail que recebi sobre sapatos que nos apertam os pés. Ai, que coisa terrível! Imagine que nós, belas e resolvidas estamos lá naquele evento maravilhoso e os bandidos sapatos nos apertando, "corroendo" nossos calcanhares e dedinhos de forma a nos tirar todo prazer da dança. Horrível,né. A dica da Laila me parece uma solução a testar. Tenho cá um sapato que é o "must" para mim e vai bem com qualquer "look". Por enquanto, estão todas convocadas a reavaliar seus pares preciosos antes de os atirarem pela janela. E depois voltem pra contar!  Beijos.



Aquele sapato que você comprou, mas quase nunca consegue usar de tanto que machuca. 
Então se você quer alargar um pouquinho e fazer ele moldar no seu pé, a solução é simples: congele seu sapato.
Eu faço isso com TODOS os sapatos que me apertam, independente do material, mas a dica original, dada a mim pela minha mãe, era só para couro. 
Realmente, funciona BEM melhor com o couro, porque ele fica “moldável”, mas eu faço com vários materiais e não tô nem aí. 
O máximo que vai acontecer é ele não ceder tanto quanto você queria. 
Congelar não estragará seu sapato.
Então, vamos ao passo-a-passo.
Passo 1: escolha seu sapato
Eu tava sem sapato apertado no meu pé, mas lembrei que esse daqui machuca um pouco meu calcanhar quando eu uso por muito tempo e resolvi experimentar nele.

o tênis testado
É importante nesse primeiro passo você calçar o sapato para avaliar o quanto você quer que ele ceda. 
Todo o resto vai depender disso.
Passo 2: embrulhe-o em saco plástico
Pegue seu sapato escolhido, embrulhe em um saco plástico e amarre a ponta. 
Dependendo do tamanho do sapato, use um saco plástico para cada. 
E confira que o saco não esteja furado e que esteja cobrindo todo o seu sapato, principalmente a sola.
Afinal, você vai coloca-lo dentro do seu freezer. 
Não tenha nojo, ele vai estar protegido e a baixa temperatura vai matar todos os germes rapidinho.

coloque no saco e amarre bem
Passo 3: coloque o sapato no freezer
Depois, arrume um espaço no seu freezer e coloque o saco com o sapato lá. 
Eu sempre coloco no freezer mesmo, sem ser o da geladeira, porque eu sempre acho que nesse não vai funcionar. 
Produtos 2 em 1 sempre funcionam pior do que produtos únicos.

no freezer
Deixe lá por uma noite.
Passo 3: separe suas meias
Eu separei três meias.

as meias escolhidas
Mas, na hora de calçar, escolhi colocar só as duas da direita: a azul e a  branca mais grossa. 
Já que meu sapato não é de couro, escolhi as duas meias mais grossas porque acho que vai ser mais difícil ele ceder.
Dica: uma vez que o sapato cedeu, ele não vai voltar atrás, então se você não tem tanta certeza do quanto você quer que ceda, não comece com uma mega meia grossa. 
Melhor que você tenha que fazer o processo duas vezes do que você perder o sapato, né?
Passo 4: calçar o sapato
Antes de tirar o sapato do freezer, calce suas meias e se prepare, vai ser bem gelada essa próxima etapa. 
Depois das meias calçadas, tire o sapato do freezer e calce.

gelaaado
Agora o processo é super simples: ande normalmente pela casa até o sapato descongelar. 
Não precisa ficar fazendo peripécias com o pé pra alargar o sapato não, as meias e a caminhada vão fazer o trabalho sozinhas. 
Também não precisa andar o tempo todo. 
Eu ando um pouquinho, paro, faço alguma coisa, ando mais um pouquinho e assim vai… 
O processo todo de descongelar o sapato demora mais ou menos uns 30min.
O sapato não “derrete”, tá gente? 
Hahahaha. 
Não vão ficar pocinhas pela casa, não, podem ficar tranquilos.
A Mama, nossa engenheira de plantão, me questionou sobre a explicação física de porque isso funciona. 
Sinceramente? 
Eu não faço idéia! 
Eu acho que é porque quando o sapato congela, ele endurece, e quando ele descongela, ele já descongela moldando no seu pé… 
Sei lá! 
Eu sei que pode testar que funciona!
O resultado final é um sapato mais “encaixado” no seu pé. 
E que, provavelmente, vai machucar menos. =)
Espero que sirva para vocês!

LAILA NUNES.




sexta-feira, 30 de setembro de 2011

MÓVEIS COLORIDOS

Puxa vida, na correria das tarefas(agradáveis e as nem tanto), acabo por deixar este meu filho amado(blog) no fim da fila.  Mãe desnaturada, dirão. Mas que nada, eu é que não sei onde deixei as outras seis horas que fazem do meu um dia de trinta. 

O assunto de hoje vem a coincidir com um dilema que me aflige: Repaginar os móveis para reaproveitá-los e não precisar investir em novos. E quando eu falo nisso me lembro dos móveis coloniais encantadores que a minha mãe tinha. Eu mudei para o Rio e meus irmãos, durante a mudança deles também, simplesmente doaram todos os móveis antigos. Ai que meu coração arde quando penso naquele barzinho, na penteadeira. Justo ela que poderia se transformar agora num aparador lindooooooooo igual ao que vi numa revista de decoração. 
É incrível como as pessoas se desfazem tão facilmente de coisas tão perfeitas e aproveitáveis. Basta repaginar ué!

Então, eu preciso de um aparador agora, mas não um qualquer. Estou pesquisando, gastando sola de sapato e contando com a sorte para encontrá-lo. Enquanto isso, separei fotos de móveis reciclados . A revista "minha casa" traz tantas coisas lindas sobre este assunto que me desperta o desejo de aprender e trabalhar com isto. Uma oficina, quem sabe. A edição de outubro já está nas bancas e eu amei todas as dicas que ela contém. Vou deixar o link, vocês "fuxiquem" por lá,ok. Falar em fuxico, ai meus sais!!  Amo fuxico. Aceito sugestões e fotos, por favor!

http://casa.abril.com.br/minha-casa/

Enquanto isso, fico aqui pensando na transformação de um criado mudo que eu tenho e já cansou aquele mogno brilhante dele. Aliás, bem castigado já.



Espero que curtam esta ideia. Eu já estou com o olhar diferente sobre meus móveis,hehehe.

Beijos.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A DESPENSA

Gente, enquanto eu digitava esta postagem, recebi um telefonema avisando que o armário não seria entregue hoje. Entre uma montanha de coisas fora do lugar e uma obra interrompida, acabei encontrando a forma de explicar minha ausência por aqui. É, nem tudo na vida está perdido! (Leia-se: Cris "soltou os cachorros" pela falta de comprometimento da loja).

O encontro de hoje é lá na despensa,rsrs. Corre na sua e veja se está tudo certinho. Não está? Então vamos conversar sobre isto.
Hoje em dia o espaço está reduzido e sem qualquer personalidade na maioria das casas. Uma dose de paciência e algumas técnicas, costumam fazer deste um espaço agradável e funcional. Quando o imóvel não é planejado individualmente, o quarto destinado à secretária ou algum armário sobressalente costuma fazer as vezes de despensa. Com amor e zêlo ficam ótimos! E existe em lojas projetos prontos em forma de prateleiras e acessórios para deixar qualquer espaço destinado à despensa uma raridade em termo de personalização. Idéias não faltam, bom gosto deve imperar.Deve-se usar e abusar de todo material de "organizer" nesta área. Coloridos, de formas e tamanhos diferentes, com ou sem tampa, uma infinidade de motivos pra se deixar a despensa com personalidade e funcionalidade.
Uma revista diária, obervação de prazos de validade e muita higiene são prioridades. Guarda-se quase tudo na despensa moderna, desde que se separe as coisas por utilização; de comestíveis à edredons e acessórios para animais de estimação, tudo é possível. Menos os bichinhos. Eu, particularmente, prefiro separar em locais diferentes o que se come do que se usa. Quando não existe esta possibilidade, que pelo menos haja harmonia e bom senso.

As fotos são de dois momentos desta difícil porém prazerosa missão: Organizar!





ANTES

DEPOIS


ANTES

ANTES

DEPOIS

DEPOIS

Beijos!


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O saquinho para máquina de lavar roupa

A tecnologia veio nos ajudar a ter mais tempo. Certo. Então porque será que temos cada vez menos tempo?
À cada um, a sua própria reflexão. Por mim a falta de tempo está no fato de ter mais atividades a meu encargo do que antes e mesmo as "crianças" já crescidas, não diminuíram as tarefas para com elas. Outras foram agregadas além do fato de trabalhar fora também. 
Bom, desta forma, todas precisamos nos adaptar urgente às modernidades e deixar para outros setores as dicas "do tempo da vovó". Assim, lavar roupas em máquina é a última palavra em crescimento da mulher, afinal, nos libertamos da árdua atividade de molha-esfrega-molha-ensaboa-enxágua .Algumas pessoas ainda ficam reticentes em saber qual tipo de roupa não pode ser lavada em máquina e levam à risca qualquer sugestão contrária. Pois bem. A boa notícia é que temos aqueles saquinhos de "voile"(de zíper ou cordão para fechar), que acondicionam as peças e vão à máquina sem que as mesmas sejam danificadas ou peguem aqueles pelinhos indesejáveis de outras peças. De casacos de lã, meias, lingerie, calças sociais, camisas finas à panos-de-prato, tudo pode ser lavado à máquina. Saber qual sabão adequado, a quantidade e tempo para cada peça é fundamental na hora de executar esta tarefa simples em pouco tempo e sem estresse final. Eu uso, para roupas de cor escura e jeans, o sabão líquido e ainda diluo num balde. A maioria vem muito concentrado, às vezes pode acontecer de manchar uma ou outra peça.
É super importante que se coloque no máximo duas peças leves num só saquinho ou que se reúna as pequenas. Também convém não exceder na quantidade de roupa a cada lavada nem misturar cores. Peças brancas se lava absolutamente sozinhas. Apesar de existirem máquinas que lavam mais de dez quilos de uma só vez, não recomendo, a lavagem jamais será perfeita. Melhor dividir.
Para quem tem máquina de abertura frontal não aconselho lavar soutien de aro e bojo, nem nos saquinhos. Para estas o melhor são aquelas bolas plásticas. Ocupam espaço, mas é uma solução.
Confiram as fotos. Os saquinhos que aí aparecem são feitos pela Conceição; confio no trabalho dela, estes não se desmancham conforme utilizados e a costura é impecável. Em lojas especializadas os encontramos também mas não gosto do acabamento, desfiam muito. 

                                                                    Calças sociais,

                                                              Coletinho de crochê,

                                                                 Fechando o zíper

                                                             Soutien de bojo e aro


Créditos:

 FOTOS: Luísa
 SAQUINHOS P/MÁQUINA DE LAVAR: Conceição (e-mail: mconceicaomaciel@gmail.com)




Beijos.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Giz contra mofo

Vamos combinar, como "organizier"  não tem coisa pior a encontrar pelos armários de clientes do que mofo. Ai, que dó!! Ao abrir lençóis, toalhas, roupas, retirar sapatos e acessórios...lá está ele, este vilão da boa ordem e planejamento.

Eu aprendi a utilizar o vinagre de maçã para atenuar e as vezes até acabar com esta praga. Mas a gente sabe que quem é esperta não rejeita uma sugestão. E esta veio da Conceição, aquela amiga inteligente e antenada de que lhes falei. Pois é. Ela indica o giz, aquele de escola utilizado em quadros pela professora. Um amarradinho deles pendurado em local estratégico já dá aquele fora no mofo. Mas há outras maneiras de fazer isto, basta usar a imaginação, um pouquinho de nada de grana e muita vontade de experimentar. Há quem não saiba a forma correta de usar o vinagre de maçã e por este motivo o criticam. Se bem utilizado não deixa cheiro algum, higieniza e combate o inimigo do armário. A sugestão de nossa amiga, além de prática, tem um visual incrível! Eu gostei e recomendo!

Conceição ainda descreve a seguinte dica:

 "Preste atenção. Quando o mofo acaba, para onde vai a umidade? É claro que ela fica presa no giz que é um material altamente higrosgópico (que atrai umidade). Então, esqueceram de dizer o seguinte: vai chegar um momento em que o giz ficará saturado de umidade (água) e não vai mais funcionar, isto é, não vai mais atrair a umidade. Qual é a solução? Coloque o giz num forninho em temperatura branda para retirar a umidade do giz e volte a usá-lo como se fosse novo. Esta é a grande vantagem do giz, poder se recuperar"

É apostar pra ver,né.
 


Obrigada à Conceição, minha amiga e nossa colaboradora!

Um beijo pra todas e ótimo final de semana!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Especial para os pets

Esta é para quem tem cachorros pequenos. Tenho dois yorks. Já fiz aqui um post para o menor deles, o Marley e agora quero lhes mostrar a caminha que foi idealizada como solução a um velho problema.
Os dois faziam xixi nas caminhas, aquelas acolchoadas que mais parecem bercinhos e ficam no chão mesmo. Cada um tem a sua mas como são dois machinhos, tinham que demarcar território,né. Isso me irritava porque tinha que lavar todos os dias e nem sempre secava, além do que, iam ficando feias. Comecei a pensar numa maneira de terminar com isso e poder lavar a área mais vezes sem que também os "meninos" se molhassem. Eu até os deixo ficar em casa mas precisa de alguém pra monitorar senão fazem arte.
Convoquei o marido para um "pensar" coletivo e saiu uma brilhante ideia. Como ele é habilidoso com as ferramentas, utilizou uma placa de madeira e a fixou há alguns centímetros do chão; fez uma divisória também em madeira para demarcar dois dormitórios. Aí foi a minha vez: Confeccionei dois colchonetes no estilo "oncinha" e pra finalizar com charme anexei dois quadros em frente aos colchões. Vocês podem conferir esta arte na foto. É, não ficou lá uma perfeição mas resolveu porque agora quando eu pego o balde eles já sobem direto,hahahaha!!!  Umas gracinhas de mamys!!!  De certo que eles disputam ainda qual lado melhor, porém isso não me diz mais respeito,rsrs. 



Marley e Luke. Muito engraçado,rsrs.

Beijos pra vocês!

domingo, 21 de agosto de 2011

Reciclar: Adote esta idéia.

Eu ando lendo alguns blogs interessantíssimos por onde passo, chega a ser um vício,rsrs. Pulo de um para outro e quando me dou conta já extrapolei as horas disponíveis para navegar. Difícil parar vendo tantas idéias, muitas cores, mulheres trabalhadeiras, artesãs ou simplesmente...Artistas!  Sim, porque saber lidar com as diferentes formas e suas várias utilidades não é pra qualquer uma não senhor! 
Importei algumas destas idéias/fotos pra gente ficar olhando e desejando algo assim pras nossas casas, pras nossas vidas. Muito legal! Às vezes ficamos "batendo cabeça" em busca de algo que preencha as nossas necessidades ou mimos e nem sempre achamos o que queremos ou nosso dinheiro cobre estes pequenos sonhos. Idéias assim nos fazem acreditar que sonhos são possíveis e que ter um lar caprichado, colorido e cheio de charme nem sempre custa caro ou é difícil. Adorei! Fico imaginando agora onde estes objetos poderiam brilhar também, além destes locais indicados. Muitas possibilidades. 
Então, mãos à obra, olhos atentos e aquela observação panorâmica sobre nossas casas e nossos sonhos de consumo! Eles podem sair mais baratos se nos propusermos a uma nova opção e aceitarmos o fato de que reciclar, tornar atual e reaproveitar, fazem realmente a diferença!



Beijos!!

Créditos das fotos: Blog "arrumame" da Adriana.

Emoções de domingo

Ai que emoção!!!   Vocês não imaginam o quanto estou feliz hoje(domingo)!
Após um dia de alegria, visita especial da amiga Conceição, entro aqui e vejo que pessoas maravilhosas estão lendo e acompanhando este nosso cantinho. Gente, vocês fazem a vida tornar-se mais animada e feliz, acreditem. Estou emocionada, muito obrigada!!!  Só queria dizer que ainda não sei lidar muito com isto, sei tantas outras coisas mas a máquina ainda possui mistérios pra mim. Se alguém ensinar como mandar as postagens por e-mail, prometo atender fielmente. Obrigada de coração. Beijos pra vocês.

Estejam atentas porque a minha amiga Conceição(a Dinda), tem umas dicas super importantes pra gente nas próximas postagens. Assim como eu, ela é organizer e sabe muitas coisas legais sobre organização, economia, sustentabilidade, consertos, costuras e coisas que facilitam nosso dia-a-dia e nos deixa mais charmosas.
Estamos "negociando" uma participação dela,pra lá de especial,  aqui e assim que fecharmos o contrato eu volto. Animem-se!!


Beijos!!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Portas para que te quero

Numa residência, portas e paredes fazem a diferença na hora de organizar. Estão aí para serem utilizadas e não somente como ponto de decoração. Ideias pululam em cabeças e mãos criativas e algumas merecem aplausos de fato. Num cômodo próximo à área de serviço onde não se utiliza como quarto para secretária, o teto pode abrigar até a bicicleta ou uma rede contendo brinquedos presa num sistema semelhante ao secador de roupa, ou seja, desce e sobe de acordo com a vontade da criança. Igualmente portas tanto de armários quanto as de acesso, podem se transformar em poderosos aliados na hora de organizar acessórios. As fotos ilustram dois destes momentos. São clientes distintas, porém, com um só objetivo: Economizar espaço nas gavetas, agilizar o trabalho, dar um "clean" e o melhor: ORGANIZAR!.  Creio ter atingido o objetivo.
Lojas existem que se especializaram em artigos para organização aliando beleza à praticidade. Na porta da foto optei por um destes acessórios que dispensam furos para fixar. Ficam como que agarrados ao alto da porta e só funcionam quando as mesmas possuem espaço entre elas e a parte fixa. Tudo é possível, basta imaginar.





Dois armários, muita organização!




Uma cliente muito especial. Havia muita coisa pra organizar e um só armário. Ela não pensou duas vezes, comprou outro. Alguma coisa foi doada, outras remanejadas ou reaproveitadas. O certo é que ficou muito bonito e cada coisa em seu lugar! Na primeira foto, a porta do meio de um dos armários. Alguns porta-travesseiros ao alto porque não couberam junto aos lençóis do outro lado.E ela tem cada caixa decorada!! Umas graças! Outras ficaram em local diferente por conter mais espaço. Ficariam melhor dispostas sob prateleiras  ou em cima de uma super cômoda,porém, foi justamente o que foi retirado do quarto a fim de caber o segundo armário. Uma pena!
Na segunda foto algumas mantas, lençóis e toalhas de uso próprio. Ela tem uma coleção de chales e "ècharpes" mas achei que estes dois ficariam bonitos como pano de fundo aí. Além disso, são finos, trabalhados, não poderiam ser dobrados feito os demais. Neste lado ficavam alguns vestidos que foram devidamente organizados em outro local. Espaço bem aproveitado. Fico devendo as fotos do "antes". A máquina sumiu e até encontrá-la já estava no fim do trabalho. Muita coisa espalhada dá nisso.

Beijo e até as outras fotos!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Quem é criativo tem sempre um jeitinho de surpreender. Considero válida toda forma de agregar bom gosto e soluções econômicas. Rendem uma arte bela e inusitada.
Encontrei artistas que utilizaram troncos de árvores do cerrado e para compôr as flores fizeram maravilhas com TNT, isso mesmo, aquele que usamos pra embalagens, toalhas de mesa de festas ou painéis em escolas. Ficou muito bonito e eu só não trouxe um destes porque já tinha bagagem demais. Fiquei imaginado varandas espaçosas ou mesmo cantinhos reservados com estes arranjos incríveis! Me lembrei de uma amiga muito culta, viaja o mundo e trouxe esta máxima francesa: "A decoração se completa com os cantos". Boa,né. 
Esta fica como dica, vamos rever os cantos, o que podemos fazer para realça-los e lançar um novo olhar sobre nossa decoração! 

                                                    

                                                                        
É...literalmente atrás da moita! Esta é pra rir mesmo,rsrsrs.

Beijos.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Maria Berenice

Vixi!!!  Vou comentar uma coisa bem bacana que eu vi em Brasília: A Maria Berenice!
Se é uma mulher? Bom, é. Não,é outra mulher.! Não sei ao certo. Mas tem história!!

Em Brasília tem uma torre. Na torre funcionava uma feira "hipie" há anos e anos. Tá legal, não sou mais velha que a torre. Mas continuando...O governo distrital transferiu a feira, que ficava sob a torre, para um mega espaço do outro lado da rua lateral. Achei maravilhosa esta ideia. Mas há quem não tenha conseguido um stande ou que tenha preferido mesmo ficar nos arredores. Eu, atenta e organizada, olho tudo, nada me escapa. E foi quando passeava os olhos pelo entorno que eu a vi. Lá estava a Maria Berenice. Linda, branquinha porém decorada com muito bom gosto e arte. Brejeira, bem ocupada, disposta de maneira singular. E me atraiu, me aguçou a curiosidade. Aproximei-me para ver a responsável por uma dama tão bem cuidada, colorida e cujo tamanho comportado e singular fazia ainda mais curioso o nosso olhar. O que a fazia bela assim? O que havia em seu interior que despertava euforia desbravadora em quem passava? Eu não conseguia mais me conter, precisava satisfazer esta curiosidade abelhuda que muitas pessoas possuem e faz formigar o corpo todo. Estaria eu enxergando além do horizonte? Fui lá conferir. Ah!!! Quanto encanto, magia e universo em cor! Artista, criação e criatura. Adorei. Pedi permissão e tirei esta foto pra vocês.
Ah! Os detalhes  poderão ver na página desta mulher . Aliás...deste ônibus. Aliás...este ATELIÊ!!
Os olhinhos brilham ao ver as coisas lindas que Adriana Bruno produz. .
www.mariaberenice.com
Divirtam-se! Peguem a estrada!!
Obrigada à Adriana por ceder a oportunidade de postagem.


O Baú de Todas Nós. Desatem os Nós!





Olá! Esta foto é de um armário de cozinha de uma cliente. Substituí os pratos velhos, alguns quebrados nas bordas por este belo conjunto...no "baú".

Toda vez que vou à minha cidade passear e rever a família eu me lembro de uma tia mineira que passou pelas nossas vidas e deixou muitos ensinamentos. Sábia de natureza e mineirinha lá de dentro, ou seja, interior mesmo,seu legado me incentiva ao assunto de hoje. Vamos falar sobre todas as coisas que temos em casa, que são novas, estão guardadas em algum espaço e que poderiam perfeitamente estar em uso. 
Minha tia tinha um baú. A cunhada dela também. A irmã tinha um lindo. As sobrinhas se atropelavam por conquistar o seu próprio. Eu tenho uma teoria sobre isso: Lá, em Minas Gerais, quando alguma moça se preparava para casar a primeira coisa que lhe davam era um baú. Só pode! Todas tinham ou terão.
No baú, lindamente decorado e de couro legítimo, titia guardava todo presente que lhe davam, fosse o que fosse. Colchas, lençóis, toalhas de renda etc. Dizia que "quem guarda tem" ou "quando chegar uma visita teremos uns mimos pra apresentar". E deixava  pelos cômodos da casa tudo o que estava já em uso há bastante tempo. Às vezes eu achava tudo feio, sem graça e me perguntava a razão real para guardar tudo o que de melhor possuía. Na minha cabeça sempre existiu a idéia de que o "melhor" era para os de casa, pra ser desfrutado no hoje, agora. Merecidamente desfrutado. Por direito e por razão de ser.
Por isso meus melhores copos são usados diariamente; a colcha linda e recém comprada ou presenteada vai para a cama imediatamente; os pratos daquele aparelho lindo de jantar estão em uso; blusa nova? Opa, é pra hoje. 
E assim deve ser em todos os lares. O melhor sempre nos dará prazer e nós merecemos! 
Em toda casa que organizo retiro tudo das caixas, reponho toda louça e substituo copos. Já ví pessoas usando copos encardidos de plástico com a desculpa de que os outros quebram fácil e que por isso os guardam "para visitas". Ora, se são de vidro é para se quebrarem mesmo um dia. Se assim não fosse que seria das fábricas? E de nosso faro para novidades e mudanças? Copos plásticos são para crianças e bem pequenas. Por outro lado já ví também pessoas que reutilizam copos de requeijão com um bom gosto à toda prova. Fazem decoração nos mesmos, muitas vezes apenas umas pintinhas feitas com esmalte para unhas e ficam uma graça! Compõem jogos fantásticos com eles e assim ainda participam de reciclagem e economia. Tudo vale a pena. O que não vale mesmo é ter um baú somente para guardar coisas lindíssimas à espera de uma visita, seja ela quem for. Costumo dizer que em primeiro lugar ficam os donos da casa, os que a habitam de fato. À eles, tudo de bom. Quem chega desfruta deste bom gosto.E o baú, cá pra nós, faz uma bela decoração !!
Então, substituam as louças desencontradas pelas novas guardadas, cubram-se com as mantas que estão guardadas ainda em plásticos, sorriam ao se encantar com aquela colcha nova e bela em sua cama, numa manhã de domingo! 
Depois me falem se não valeu a pena!!

Beijos.